Blog

Melhore o seu Solo

Melhore o seu Solo

Escrito em 12 de ago. de 2021

1)     Identifique o tipo de solo Para melhorar o seu solo, é preciso classificá-lo e identificar os problemas que apresenta. O solo pode ser classificado quanto à textura, estrutura, porosidade, pH e teor de matéria orgânica. Para simplificar e, tendo em conta que provavelmente não terá métodos laboratoriais ao seu dispor. Vamos claasificar o solo consoante a sua textura. Assim, o seu solo poderá ser: Argiloso: em pricípio, será fértil mas compacto e difícil de trabalhar Arenoso: Fácil de trabalhar mas pouco fértil, uma vez que a água facilmente arrasta os nutrientes Turfoso: é raro em Portugal, tem uma textura ... Ler mais
Compostagem: Como fazer e o que deve evitar

Compostagem: Como fazer e o que deve evitar

Escrito em 28 de jun. de 2021

Estima-se que 30% do lixo que produzimos seja matéria orgânica, estes resíduos levam a custos económicos e ambientais, pelo seu transporte, tratamento e inclusão em aterros sanitários. Assim, é importante fazer a sua compostagem em casa para impedir que estes resíduos acabem num aterro. A compostagem é um processo natural de reciclagem de matéria orgânica (e.g. folhas e restos de comida), em que os materiais inseridos são decompostos em fertilizante orgânico para as suas plantas. Toda a matéria orgânica se decompõe eventualmente, a compostagem consiste em acelerar esse processo natural através da criação de um ambiente ideal para os organismos ... Ler mais
Como instalar rega automática no seu jardim , estufa ou varanda!

Como instalar rega automática no seu jardim , estufa ou varanda!

Escrito em 16 de abr. de 2021

Não seria óptimo ir duas ou três semanas de férias e não ter de se preocupar com a saúde das plantas que deixou no seu jardim ou varanda? Pois isso é possível! Existem várias formas de automatizar a rega, poderá fazê-lo recorrendo a electricidade, utilizando uma bomba, poderá fazê-lo sem consumo energético recorrendo à força da gravidade ou através de um ponto de água já instalado. Neste artigo, damos alguns exemplos dos métodos que pode adoptar   Sistemas Autopot – rega por gravidade  Com estes sistemas, além da vantagem de não ter de regar manualmente as suas plantas, pode facilmente ... Ler mais
Ervas Daninhas e como removê-las

Ervas Daninhas e como removê-las

Escrito em 19 de mar. de 2021

Dá-se o nome de ervas daninhas às várias plantas que crescem na nossa horta ou jardim sem serem semeadas ou desejadas. Normalmente as ervas daninhas que surgem num determinado local são plantas que estão extremamente bem-adaptadas a esse local e tipo de solo. As ervas daninhas competem com as “nossas” plantas por nutrientes, água e luz. E como estão muito bem-adaptadas, são prejudiciais para os nossos cultivos, pois são uma competição feroz. Assim, se nada fizermos e caso haja escassez, as ervas daninhas vão dominar os escassos recursos. Em alguns casos, as ervas daninhas podem também dizer-nos muito sobre o tipo ... Ler mais
Práticas para uma Horta Biológica: 4. Consociação de Culturas

Práticas para uma Horta Biológica: 4. Consociação de Culturas

Escrito em 07 de dez. de 2020

A consociação de culturas consiste em cultivar duas ou mais espécies diferentes no mesmo espaço simultaneamente, resultando em efeitos benéficos para o cultivo. A consociaão de culturas não é uma mistura aleatória de espécies! O que não fazer em consociação de culturas Não se deve fazer consociação com plantas da mesma família. Como, por exemplo, o tomate, a beringela e a batata (para saberes mais sobre as famílias de hortícolas consulta o nosso artigo Práticas para uma Horta Biológica: 3. Rotação de Culturas). Cultivar no mesmo espaço plantas da mesma família pode ser prejudicial por consumirem o mesmo tipo de ... Ler mais
Práticas para uma Horta Biológica: 3. Rotação de Culturas

Práticas para uma Horta Biológica: 3. Rotação de Culturas

Escrito em 02 de nov. de 2020

A rotação de culturas consiste em cultivar uma sucessão de culturas diferentes (e preferencialmente de diferentes famílias). A lógica por detrás desta prática baseia-se no princípio de diferentes culturas terem diferentes necessidades nutricionais e atraírem diferentes pestes. Assim, ao garantir que a culltura num determinado talhão muda estamos a garantir que o solo nesse talhão responda a diferentes exigências e não esgote os seus recursos. Para uma boa rotação de culturas devemos assegurar que o mesmo talhão não recebe culturas da mesma família em duas colheitas sucessivas. Para tal, é importante conhecer as famílias das plantas hortícolas: Brássicas (ou crucíferas): Bróculos, ... Ler mais
×