Blog

Hidroponia: Vantagens e Desvantagens

Hidroponia: Vantagens e Desvantagens

 Será que um cultivo em hidroponia faz sentido para ti?

A procura de produtos locais tem vindo a aumentar e a hidroponia é um método viável e eficiente de produção de vegetais, plantas folhosas e outras culturas que pode satisfazer essa procura. 

A Hidroponia é o cultivo de plantas numa solução nutritiva líquida sem utilização de solo e como todos os sistemas apresenta os seus prós e contras. Para perceberes se a hidroponia é o método certo para ti é preciso teres em atenção estes pontos.

Vantagens

1) Maior rendimento por área 

Por dispensar o uso de terra, a hidroponia pode ser verticalizada. No Japão por exemplo há cultivos hidropónicos no subsolo, em antigas estações de metro. Além disso, pelo facto das plantas estarem mergulhadas numa solução nutritiva que lhe fornece todos os nutrientes e oxigénio necessário, elas não precisam de desenvolver um sistema radicular muito extenso, o que significa que podem crescer mais próximas umas das outras poupando espaço horizontal. 

2) Maior produtividade da planta

Por receber e ter disponíveis os nutrientes que necessita em tempo integral as raízes não gastam muita energia à procura no solo e a planta pode se concentrar na folhagem e frutificação e assim toda a plantação cresce saudável.  

3) Cultivo interior todo o ano

O facto de não utilizar solo faz com que o cultivo em hidroponia seja facilmente realizado num ambiente controlado (como numa estufa ou em interior) e, se assim se optar, o cultivo pode ser realizado todo o ano com várias colheitas anuais.

4) Uso eficiente de água

O consumo de água por planta num sistema hidropónico representa apenas uma percentagem do que seria necessário num sistema convencional (em alguns casos pode chegar a 10% comparativamente). Neste método, a água é recirculada. As plantas absorvem a água necessária, enquanto a restante água é capturada e retorna ao sistema. A perda de água ocorre apenas de duas formas - evaporação e fugas do sistema (que não deverão ocorrer em sistemas eficientes).

5) Uso eficiente de nutrientes

Em hidroponia, o agricultor tem 100% de controlo sobre a nutrição da planta, assim é fácil realizar uma pesquisa sobre quanto aquela cultura especifica necessita e essa quantidade é adicionada à água (os próprios fabricantes de nutrientes disponibilizam esta informação). No solo, é difícil saber quanto de cada nutriente existe em cada porção do solo, assim acaba-se por adicionar nutrientes em excesso ou a menos. É importante também dizer que em hidroponia, é mais fácil controlar para onde vão os nutrientes em excesso, enquanto na agricultura tradicional os nutrientes acabam por se infiltrar no solo e lençois freáticos.

6) Ciclos de vegetação e frutificação mais curtos

Os ciclos de vegetação e frutificação acabam por ser mais curtos num cultivo em hidroponia, o que decorre de um melhor controlo nutricional e ambiental. A alface por exemplo, leva 60 a 65 dias para ser colhida no cultivo tradicional enquanto que em Hidroponia este período pode cair para 35 a 40 dias;

 7) Menor utilização de herbicidas e pesticidas

O facto do cultivo não ocorrer no solo elimina a presença de ervas daninhas, fungos e muitas outras doenças que estão presentes no solo, como Fusarium, Pythium e Rhizoctonia.
Assim, sendo muito menos provável a presença de estes componentes indesejáveis, é possível reduzir drasticamente o uso de herbicidas e pesticidas, o que constiui uma das principais vantagens da hidroponia nos dias de hoje. É possível então produzir alimentos mais limpos e saudáveis.

Desvantagens

1) Dependência de energia elétrica ou sistemas alternativos (no caso dos sistemas ativos)

Existem sistemas desenhados para funcionar por gravidade, isto é existem sistemas hidropónicos em que não é necessária a utilização de energia electrica (como é o caso do sistema autopot). No entanto, a maioria dos sistemas hidropónicos recorre à utilização de bombas de água e portanto ao uso de energia eléctrica. Se houver uma queda de energia e se o produtor não tiver um gerador poderá haver o risco de perder toda a produção;

2) Maior investimento inicial em equipamento

Um sistema típico de hidroponia requer as bancadas e perfis/vasos onde as plantas são cultivadas, sensores, tubagem, uma bomba de água, temporizadores e doseadores. Isto requer um investimento inicial provavelmente superior ao de um cultivo tradicional em solo. Uma vez montado o sistema, os custos passam a relacionar-se apenas com água, nutrientes e electricidade. 

3) Conhecimento da tecnologia e acompanhamento

Plantas cultivadas em solo podem ser abandonadas por dias ou semanas e ainda assim sobreviver, apesar das condições não estarem optimizadas para o seu crescimento. O mesmo não acontece em hidroponia, onde as plantas precisam de um acompanhamento mais permanente. No caso de um sistema montado com automação este acompanhamento pode ser só a sua monitorização para detecção de eventuais falhas. 

4) Maior facilidade de disseminação de pragas ou doenças 

Apesar de a probabilidade de um cultivo ser alvo de pragas ou doenças ser menor que num cultivo tradicional, a disseminação da doença é muito mais rápida. Isto deve-se ao facto das plantas serem cultivadas em sistemas fechados com água a recircular, o que faz com que uma doença possa rapidamente chegar a todo o sistema. Para pequenos produtores este problema não é grave, pois pode ser facilmente evitado com uma limpeza eficiente do sistema entre culturas e bom acompanhamento do crescimento das plantas. Para grandes produtores. este factor terá um peso superior.

Assim, como todos os sistemas a hidroponia tem as suas desvantagens. Na sua maioria, estas poderão ser ultrapassadas com conhecimento e experiência. 
Caso precise de ajuda a montar o seu sistema não hesite em contactar-nos através de ecocenter@altogagreen.pt


×